Vou contar para você um pouco da minha história com mais detalhes para que me conheça melhor! 

Sou apaixonada por conhecer lugares, conectar com diferentes pessoas e conversar sobre assuntos diversos!

Para quem não sabe, minha primeira formação foi  em engenharia, foi a realização de um sonho! Falava com orgulho e adorava ouvir “wow, engenheira” amava o “status” daquela profissão!


Aos poucos fui percebendo que gostava do título mas não da função, que minha vida estava morna! Meu maior desafio passou a ser sair de casa para ir trabalhar e os prazeres da vida ficavam escondidos no dia a dia, parecendo que estavam apenas nos finais de semana e nas férias!

 
Tive gerentes ótimos, fiz amigos para a vida toda naquele trabalho, o ambiente era legal, tive oportunidade de treinamentos diversos, morei fora do país pela empresa e ainda assim meu copinho da felicidade estava sempre meio vazio!


Levou um tempo para eu perceber o que eu realmente gostava de fazer, vi que eu me interessava pelo ser humano, por compreender o porquê de alguns comportamentos e comecei a buscar entender cada vez mais sobre. 

Ainda, buscando me encontrar fui atrás de um curso que falava sobre mudanças de padrões de comportamentos, de resinificar traumas e crenças através de um processo energético (outro assunto que sempre gostei de saber mais sobre) e lá fui eu para o primeiro curso de ThetaHealing, o DNA Básico. 

Daí para frente, fui entendo mais sobre a técnica, participando de outros cursos, inclusive para ser instrutora da técnica, até que a luz no final do túnel começou a aparecer e eu vi que o que estava buscando tomava forma.

Percebi o quão feliz ficava em colaborar com alguém com esses conhecimentos, o meu entusiasmos de ministrar um curso da técnica, o quão realizada eu ficava ao final de uma sessão e com os resultados de cada aluno ou cliente. Vi que estava chegando a hora de trocar de trabalho, seguir meu coração, mas eu ainda tinha medo!

Trabalhei para mudar várias crenças que eu tinha. Em uma sessão de Thetahealing? Em mês? Não! Não!
Nada foi imediato, nada foi instantâneo! O medo era grande e era preciso assimilar tudo! Até que em novembro de 2018 finalmente tomei a decisão e fui!
Aliás, vim! Vim para a vida que me esperava! 

Muito Prazer, eu sou a Livia Chaves!

Olá!!